E, de repente, o seu sorriso já não é mais aquele…

Falta de uma ou mais unidades dentárias, presença de doença periodontal ou Ugly Womanuma fratura radicular (fratura na raiz). Essas são as principais causas da perda de tecido ósseo nas arcadas dentárias, um problema que muita gente nem sequer imagina que tem, mas que pode prejudicar diretamente a estética, a mastigação e, até mesmo, a fala.

O que acontece é o seguinte: todas as vezes em que temos problemas bucais onde determinadas estruturas deixam de ser utilizadas, elas tendem a sofrer atrofias e serem reabsorvidas pelo organismo. E é exatamente isso que acontece com o tecido ósseo da arcada, quando não usamos algumas unidades dentárias devido a determinados problemas, tais como os citados acima.

Em consultório, notamos que ainda temos pela frente um longo caminho até a conscientização a respeito da importância da saúde bucal e, consequentemente, da conservação de todas as estruturas da boca – o que inclui ossos e gengivas.

Já na área estética, a preocupação costuma ser maior e, por isso, muitos pacientes costumam chegar com a queixa de que seus dentes parecem menores e seu rosto já não é tão expressivo. Muitas vezes, eles nem sequer imaginam que isso acontece justamente porque a perda de tecido ósseo já vem ocorrendo há algum tempo, devido a algum problema que vem sendo negligenciado e que ele nem sequer relaciona com a possibilidade de resultar na perda de tecido ósseo.

Outro fator que costuma ser capaz de assustar e fazer a pessoa tomar a decisão de finalmente ir ao consultório é a mobilidade dentária.

Afinal, é para lá de estranho um adulto sentir que seus dentes parecem estar soltos ou mesmo que se soltam com facilidade. Nesses quadros, a perda óssea também costuma estar presente, após um longo período de doença periodontal não tratada corretamente.

Tudo isso mostra que não é à toa que insistimos tanto nas visitas periódicas ao dentista. E que falamos tanto em prevenção.

O osso de suporte perdido não pode ser recuperado naturalmente pelo organismo. Mas, por outro lado, uma vez instalado(s) o(s) problema(s), ir atrás da solução é uma medida que se torna urgente para evitar maiores complicações, tanto do ponto de vista estético quanto funcional.

Hoje em dia existem modernas técnicas que permitem cirurgias de enxerto ósseo com grande margem de sucesso. Falaremos mais desse tema no nosso próximo post.