Problema bucal afeta níveis de colesterol

O bem-estar físico é resultado de um conjunto de atitudes. Mas, curiosamente, ainda parece ser difícil as pessoas compreenderem que a boca está tão intimamente ligada à saúde de todo o organismo. Pois está.

Vejamos o caso do colesterol, por exemplo: a ampla maioria das pessoas já admite que sim, esse é um fator que precisa ser combatido. Estamos, inclusive, em plena campanha do Dia Nacional de Combate ao Colesterol (8 de agosto). Mas poucos imaginam a relação que há entre a saúde das gengivas e as altas taxas de colesterol.

medicina-boca-299Ora, a doença periodontal é um quadro infecto-inflamatório que acomete a gengiva devido ao acúmulo de placa bacteriana. Quando as bactérias não são devidamente removidas, elas vão fundo na gengiva e caem na corrente sanguínea. Naturalmente, não era de se esperar que isso desse em boa coisa.

Então, o que temos: estudos têm demonstrado que as bactérias responsáveis pela doença gengival (gengivite e periodontite) destroem as moléculas do chamado bom colesterol (HDL), quando entram nos vasos sanguíneos. Com isso, obviamente, as artérias ficam mais expostas ao colesterol ruim (LDL).

Pacientes com periodontite têm o índice de LDL (o colesterol ruim) até três vezes maior do que pessoas livres dessa inflamação gengival.

Traduzindo: as doenças gengivais são um agravante para os quadros de doenças cardiovasculares. Gengivas mal cuidadas podem significar complicações para artérias e veias, portanto.

Pois bem, a comprovação científica está aí: cuidar bem dos dentes, remover a placa bacteriana e ir periodicamente ao dentista é algo que pode deixar você mais longe de ataques do coração e Acidente Vascular Cerebral (AVC). Pense nisso.

AGENDE AQUI O SEU CHECK-UP ODONTOLÓGICO DIGITAL.