Kit de higiene ainda é sonho de consumo

No Brasil do Século XXI, o compartilhamento de uma única escova de dentes em famílias inteiras ainda é uma prática recorrente entre grande parcela da população. Parece inacreditável, mas é fato fácil de comprovar.

Para muitos, pensar em uma escova para cada membro da família, além de pasta e fio dental para serem consumidos por todos, três vezes ao dia, é qualquer coisa totalmente fora da realidade econômica.

Aí, a incidência de cáries, infecções bucais e perda de dentes, em todas as faixas etárias, passa a ser praticamente inevitável. E sem uma boca saudável, ninguém pode ter boa saúde sistêmica.

Os relatos reais colhidos para o vídeo “Tá Rindo de Quê?” produzido pela Turma dos Dentistas do Bem (TdB), que pode ser visto aqui, contam muito bem essa história.

É por isso que uma das principais bandeiras da TdB, que reúne milhares de dentistas voluntários em todo o país, é a da distribuição em massa do kit básico de higiente bucal para a população de baixa renda.

No Espírito Santo, algumas propostas nesse sentido já estão sendo apreciadas junto a entidades políticas. Há ideias de ações sociais sendo gestadas para que se promova a distribuição dos kits em todo o Estado e será muito bom ver isso acontecer.

reunião Tdb
Da esquerda para a direita: a primeira-dama Virgínia Casagrande, Marlei Bonella (TdB), dep. Luzia Toledo, Vanessa Leal (TdB), Maíra Gama (TdB) e Hilario Rocha (TdB).

Na última semana, o representante da TdB de São Paulo, Hilário Rocha, esteve em Vitória e, junto com as coordenadoras locais (as dentistas Vanessa Leal, Maíra Gama e Marlei Bonella), foi recebido pela primeira-dama do Estado, Maria Virgínia Casagrande, que também é dentista e atua como voluntária nas ações de triagem no Estado.

No encontro também estava presente a deputada estadual Luzia Toledo, que em dezembro de 2012 propôs a realização do I Fórum de Políticas Públicas de Saúde Bucal, na Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales). A parlamentar já se declarou favorável à instituição de leis que promovam a distribuição de kits de higiene bucal em farmácias básicas e/ou cestas básicas destinadas à população carente, conforme registrou o site da Ales na ocasião do Fórum.

Na Assembleia Legislativa tramita um Projeto de Lei 449/2012 nesse sentido, do deputado Hércules da Silveira. A proposta autoriza o Executivo a inserir e adquirir creme dental contendo flúor, escova e fio dental na farmácia básica estadual – embora não preveja a obrigatoriedade da distribuição.

A existência de articulações, discussões e projetos dessa natureza são um começo importante rumo ao objetivo de ampliar a noção de que não existe saúde pública sem políticas de saúde bucal. Materiais básicos de higiene e prevenção da saúde bucal devem ser vistos como um direito do cidadão, e o acesso aos mesmos garantido por lei.