Lições de um sorriso que inspira e serve de exemplo

D ZildaO mês de março, em meus consultórios, sempre foi especialmente dedicado à saúde bucal feminina. Neste ano, à frente do IOS, isso não poderia ser diferente. Mas hoje, quero abordar um caso em especial.

Dona Zilda Adame Lopes, atualmente com 81 anos, veio ao meu consultório pela primeira vez há cerca de um ano e meio. Com a sua autorização, vou falar aqui sobre o seu quadro clínico e um pouco sobre a sua vida particular.

A sua primeira vinda a mim foi motivada pela dor. Ela tinha o primeiro pré-molar superior esquerdo (elemento 24) com a raiz fraturada.

Mas, para além dessa situação específica, vi que a paciente apresentava também um quadro clínico geral muito comum entre mulheres de sua faixa etária: próteses fixas antigas com infiltrações e uma leve gengivite.  Nada muito sério, mas necessitando de um tratamento odontológico.

Notei, no entanto, que essa paciente é uma mulher que se cuida e que se preocupa com a estética do seu sorriso. Ela me contou, inclusive, que há cinco anos fez um clareamento dental, visando deixar o sorriso mais expressivo.

Diante de um panorama como esse, tenho a convicção de que grande parte dos quadros crônicos apresentados por uma paciente assim são, nada mais, nada menos, do que a ausência de uma abordagem odontológica mais alargada, que vise a promoção da saúde bucal como um todo – e não apenas a resolução de uma ou outra situação pontual. Foi essa, então, a linha de trabalho que propus a ela, que aceitou com entusiasmo.

Começamos por resolver o problema mais imediato, extraindo o elemento 24 e seguindo com a instalação de implante, no mesmo momento cirúrgico. Expliquei sobre a importância de cada unidade dentária para a estabilidade e a funcionalidade da arcada e, assim, realizamos também o implante na região do elemento 25.

Em paralelo, iniciamos a terapia periodontal e o tratamento restaurador. Seguimos também com o planejamento para realizar a cirurgia de levantamento da membrana do seio maxilar e enxerto ósseo, na região do elemento 15. E instalamos implantes nas regiões dos elementos 36 e 46.

Da última vez que D. Zilda esteve em meu consultório, na semana passada, conversei com ela a respeito deste post que queria fazer, confessando que sempre me chamou atenção o fato dela chegar sempre animada, de alto astral e com seu batom impecável – e tudo isso sem jamais deixar de seguir à risca as minhas prescrições. Tanta motivação, no meu ponto de vista, é mesmo algo digno de nota!

Ela, então, me ressaltou que, de fato, é mesmo uma mulher para cima e animada. Faz hidroginástica, musculação terapêutica e mantém sempre os cuidados com a saúde em dia. Mas observou que o tratamento dentário, por sua vez, também teve grande impacto em sua vida, nos últimos tempos. A mastigação melhorou significativamente e, com isso, melhoraram também o bem-estar e a autoconfiança.

Uma combinação de diversos fatores – como o avanço da idade, as mudanças hormonais após a menopausa, a presença de algumas patologias ou mesmo o uso regular de medicamentos – leva, naturalmente, a mulher madura a uma maior predisposição a determinados problemas bucais (explicamos isso de forma mais detalhada aqui neste post). Estarmos atentos a isso e olhar a paciente de uma forma ampliada é nosso dever como profissionais de Saúde.

Quando trabalhamos sob essas diretrizes, somos brindados com pacientes como a D. Zilda. Tratar de alguém que sabe dar importância e valor ao seu sorriso – e que faz dele o seu melhor traje no dia a dia – é algo absolutamente gratificante.

Dra. Marlei Bonella,
Periodontista e Implantodontista.