O (não) sorriso do Felipão

Numa mesma aparição pública, ele pode ir da “cara de poucos amigos” ao felipao
semblante iluminado. Esse é o Felipão, técnico da nossa seleção de futebol e cujo sorriso merece uma análise aqui no nosso blog. Afinal, vamos conviver com a sua figura exposta intensamente na mídia pelos próximos 60 dias.

Felipão apresenta um bom corredor estético do sorriso para um homem da sua idade. Isto é, na área que vai de canino a canino, ele tem belas unidades dentárias, com cor natural e harmonia na forma dos dentes. É possível que ali tenha havido a colocação de facetas estéticas. Mas, se o foi, o trabalho foi muito bem realizado.

Entretanto, uma característica bem específica do sorriso do técnico da nossa seleção pode ser que contribua para o seu ar, por vezes, carrancudo: ele tem a linha do sorriso baixa.

Uma das imagens do diagrama de DERT, que determina proporções e simetrias ideais dos dentes; no sorriso baixo, a linha do lábio superior cobre a base dos dentes.
Uma das imagens do diagrama de DERT, que determina proporções e simetrias ideais dos dentes; no sorriso baixo, a linha do lábio superior cobre a base dos dentes.

Conforme o Diagrama de Estética Dentária (DERT) – um dos documentos de referência usados pelos dentistas para a avaliação de sorrisos – o sorriso baixo é aquele em que a linha do lábio superior ultrapassa a base dos dentes, escondendo-as.

A utilização desse diagrama e de outros protocolos de referência facilita a visualização do melhor posicionamento dos dentes superiores – que compõem o chamado corredor estético do sorriso.

O conhecimento das referências mais desejáveis e harmônicas de proporções e simetrias é importantíssimo para o planejamento do trabalho do dentista, não só nos tratamentos estéticos, mas em todas as intervenções.

Porém, é importante salientar que, na realização de tratamentos estéticos, o que se busca não é a adequação a qualquer custo aos padrões considerados desejáveis. O que se deve buscar, acima de tudo, é a harmonização do sorriso levando-se em conta as características morfológicas e também sócio-ambientais do paciente.

O sorriso baixo de Luiz Felipe Scolari é uma característica morfológica totalmente alinhada com os traços do seu rosto e, para além disso, com a sua personalidade. Não é um sorriso que se mostra fácil, mas é um sorriso que não faz feio na hora em que vem espontaneamente. É isso o que importa.