Quando é preciso partir para a cirurgia periodontal?

Quando o paciente procura o dentista nos estágios iniciais da doença

A gengivite é o estágio inicial da doença periodontal.
A gengivite é o estágio inicial da doença periodontal.

periodontal (logo que a gengiva apresenta algum tipo de sangramento ou irritação), geralmente só a limpeza da placa bacteriana e do cálculo realizada em consultório, associada à prescrição de cuidados especiais em casa, conseguem conter o avanço do quadro.

Porém, quando o quadro infecto-inflamatório já está em estado crítico, a cirurgia periodontal passa a ser um passo importante e indispensável do tratamento, para que se consiga eliminar o foco de infecção. Feito em consultório, com anestésico local, o principal objetivo desse procedimento é limpar profundamente os dentes e as suas estruturas de sustentação que possam estar sendo atacadas pelas colônias de bactérias (placa bacteriana e cálculo dentário).

Durante a cirurgia, o periodontista realiza a raspagem da raiz, fazendo uma limpeza mais profunda. A raspagem radicular elimina as bactérias e todo o tecido infectado e doente (tecido garanulomatoso). Muitas vezes, também é feito um alisamento da raiz, permitindo melhor cicatrização e inserção do tecido sadio aos dentes, e facilitando a higienização (uso do fio dental e escovação) no dia a dia pelo paciente.

gengivite-3Depois de concluído esse procedimento, a gengiva é trazida de volta para o seu lugar e é realizada a sutura do tecido, com pontos que podem ser removidos em uma semana pelo dentista.

Os incômodos para o paciente após a realização da cirurgia periodontal costumam ser mínimos – ainda mais se comparados com todos os prejuízos e complicações enfrentados até então pela pessoa que vivenciou o avanço de um quadro como a doença periodontal.

Nos dias subsequentes à cirurgia, a pessoa sentirá a gengiva ligeiramente inchada e dolorida, sendo possível administrar essa situação com a aplicação de gelo sob a pele na região. Também se recomenda o uso de analgésicos anti-inflamatórios e repouso, nos dois primeiros dias.

O paciente que está passando por um tratamento periodontal deve continuar usando o fio dental, a escova e a pasta, tomando apenas o cuidado de fazer manobras delicadas, evitando lesionar a área sensível. O uso de enxaguantes especiais também poderá ser prescrito pelo dentista, a fim de ajudar na cicatrização e higienização do local.

Outra medida importantíssima para o paciente em tratamento periodontal é a suspensão do fumo. As toxinas do cigarro são altamente prejudiciais à cicatrização e, além disso, o ato de fumar, por si só, também já tende a levar à recessão gengival.